Inbound marketing para contabilidade

Inbound marketing para contabilidade

O que você verá nesse artigo

Se você é do ramo contábil e quer atrair mais clientes, sem dúvida já ouviu falar do inbound marketing para contabilidade. Nosso mundo está cada vez mais tecnológico e competitivo. E a contabilidade é um ramo cada vez mais concorrido. Portanto, uma boa estratégia de marketing pode garantir a saúde do seu negócio.

O intuito desse artigo é te ajudar a entender mais sobre o inbound marketing para contabilidade. Dessa forma, você poderá aplicar o aprendizado na sua empresa. E, assim, conseguir mais clientes sem precisar atirar pra todo lado.

Inbound Marketing para contabilidade – O que é e como funciona

Em tradução literal, inbound marketing significa marketing de entrada. Da mesma forma, é conhecido como marketing de atração. A intenção do inbound marketing é, como o nome entrega, atrair o cliente. E como se faz isso? Criando, de fato, um relacionamento com ele.

Até a pouco tempo atrás, o marketing era focado em oferecer produtos. Os produtos muitas vezes eram empurrados para os clientes. Esse tipo de marketing sem dúvida ainda funciona. No entanto, ele funciona melhor com algumas áreas mais específicas.

A intenção do marketing de entrada é gerar valor ao seu negócio. Torná-lo atrativo. Indispensável. Para isso você vai, sobretudo, preparando o seu cliente. Educando-o. Dessa forma, quem vem atrás de você é ele.

Uma analogia

Vamos fazer aqui uma analogia com o ramo da floricultura. Quando você tem uma muda ou semente, seu objetivo é certamente o crescimento da planta. Para isso, você dá à planta os nutrientes necessários para aquela fase. Quando ela está grande e forte, você quer, então, que ela floresça. Para isso, você precisa mudar a proporção de alguns nutrientes. Então, você a nutre com o que ela precisa para aquela fase específica – floração.

O inbound marketing funciona da mesma forma. Isso porque o cliente, antes de mais nada, também tem suas fases. Num primeiro momento ele conhece seu serviço. No entanto, ainda não sente que precisa dele. Depois, ele já entendeu que precisa, mas ainda não está disposto a pagar por isso. Então, ele compreende a importância do seu serviço e o valor que empregará no seu próprio negócio. Portanto, ele está pronto para fazer a compra.

Com uma estratégia bem-feita, você guia o seu cliente. Dá a ele tudo o que ele precisa para ir do topo do funil de vendas até a compra. Em cada fase ele receberá um conteúdo específico. E, então, você o fideliza.

Tenha um funil de conversão

Como vimos acima, com uma boa organização você é capaz de atrair clientes qualificados para seu negócio. E, quando eles ainda não estão prontos para a compra, uma boa estratégia os “amadurecerá”. Para isso, é preciso ter um bom funil de conversão.

Funil de conversão nada mais é que uma simulação gráfica. Ele mostra os passos que um cliente precisa dar, desde quando entrou em contato com sua empresa, até efetuar a compra do seu serviço. Ele é baseado em estudos consistentes.

Um bom funil de conversão vai garantir que você identifique seu cliente. Depois, você poderá entender em que estágio ele se encontra na jornada de compra. E, dessa forma, você poderá guiá-lo pelo processo até a decisão da compra.

Os passos de um bom funil de vendas

O primeiro passo é, sem dúvida, atrair clientes. Nesse ponto você pode, por exemplo, usar posts patrocinados que ofereçam vantagens. Essas vantagens podem ser e-books, webinars, planilhas, descontos etc. O objetivo é que o cliente conheça você.

O segundo passo é convertê-lo em um lead. Um lead nada mais é que um cliente em potencial. Para isso você vai precisar do e-mail dele, por exemplo. Conseguir este dado é relativamente fácil.

Você atraiu o cliente oferecendo um e-book sobre como fazer a contabilidade da empresa de forma simples e prática. Essa foi sua “isca”. No entanto, para ter acesso ao e-book, o cliente precisa oferecer um e-mail, para onde você enviará o material. Quando ele insere esse dado no seu sistema, ele demonstrou mais interesse e se tornou um lead.

A terceira etapa é “nutrir” seu lead. Criar um relacionamento com ele. Você oferecerá a ele conteúdos ricos, que o ajudarão de fato. Seus conteúdos precisam ajudá-lo a resolver problemas reais. No entanto, ao mesmo tempo que o ajuda, você vai se tornando referência no assunto.

Conforme você for nutrindo seu lead, a quarta etapa aparecerá. É a oportunidade da venda. Quando você já mostrou que sua empresa sabe muito, já se tornou referência, é hora de agir. O lead uma hora ou outra vai precisar desse tipo de serviço. E, por causa desse relacionamento, ele vai buscar você para a compra. E você estará pronto para ele.

Esse é um processo que precisa ser aprimorado sempre. Todo o processo, os percentuais de conversão, enfim, tudo deve ser levado em conta. Quanto mais afinado você estiver, melhores seus resultados.

Importância do blog no inbound marketing para contabilidade

Como pudemos ver, há toda uma estratégia no marketing de atração. Você precisa alimentar seu cliente com algo. Esse “alimento”, assim, é formado por um conjunto de conteúdos. E, portanto, nada mais ideal que ter um blog para isso.

Veja bem, ter um blog é essencial em qualquer ramo. Ele traz diversas vantagens para qualquer negócio. No entanto, para quem quer crescer de forma organizada e consistente, ele é essencial. Veja algumas vantagens de manter um blog:

  • Você pode alimentar seus leads (clientes em potencial) com conteúdos que os levem do topo do funil até a venda;
  • Demonstra que você é autoridade no seu ramo;
  • Gera valor para o seu negócio;
  • Atrai mais visitantes e, portanto, clientes em potencial, com uma boa estratégia de SEO.

Essas são apenas algumas das diversas vantagens em ter um blog. Mas a principal delas é, sem dúvida, preparar seu potencial cliente para a compra. E como você faz isso? Mostrando que você oferece o serviço que ele precisa. E, principalmente, que você é muito bom no que faz.

O blog também é essencial para qualquer empresa que pretende ranquear bem nas pesquisas do Google. Rankear bem significa aparecer nos primeiros resultados de uma pesquisa relacionada ao seu nicho.

E como se faz isso? Produzindo conteúdo. Na hora de produzir, você usará estratégias de SEO. O SEO nada mais é que uma forma de fazer sua empresa ser “vista” e indicada pelo Google. E a forma mais eficiente, sem sombra de dúvida, é através de artigos ricos em um blog.

Como tornar uma pessoa comum em um lead

Vamos a um exemplo prático. Rafael é dono de uma empresa de medicamentos e está tendo dificuldade em gerenciar a parte contábil da sua empresa. Ele está frequentemente esquecendo de anotar o essencial e perdendo prazos. Está percebendo que precisa de ajuda. Mas ainda está enrolando pra tomar a decisão, pois acha que pode esperar um pouquinho mais.

Como ele quer fazer sua própria contabilidade por enquanto, está aproveitando a internet para aprender mais. Portanto, vez ou outra ele recorre ao Google. Um belo dia ele digita na barra de pesquisa: “vale a pena contratar empresa de contabilidade?”. O Google responde a ele com diversos artigos sobre o tema.

O blog da sua empresa tem muito conteúdo. Inclusive, há um artigo que tem exatamente o termo buscado pelo Rafael. E, o melhor: você tem um bom redator, que fez o SEO do artigo direitinho. Ele usou as palavras-chave certas e a estrutura do artigo está ótima. Como esse artigo ficou muito bom, o Google o colocou entre os primeiros resultados de busca do Rafael.

O Rafael clicou no artigo e gostou do que leu. Ficou mais inclinado a contratar uma empresa de contabilidade. Leu mais alguns artigos e percebeu que sua empresa é boa. Que sabe muito bem o que faz. Então, ele encontrou um artigo que oferece um e-book com “o passo a passo para fazer a contabilidade da sua empresa”. Para isso ele só precisa oferecer seu e-mail. E foi o que ele fez.

A partir daí, de um artigo no blog, o Rafael não apenas descobriu sua empresa. Ele viu que você sabe o que faz. E, o melhor: ele ofereceu o seu e-mail para você, ou seja: se tornou um lead (cliente em potencial). Agora a jornada vai começar.

Crie materiais ricos para gerar leads

Como já vimos anteriormente, oferecer bons conteúdos é essencial para contribuir na jornada de compra. No entanto, a qualidade destes materiais precisa ser ótima. Os conteúdos produzidos em seu blog precisam, de fato, ajudar seu cliente a resolver problemas reais.

Do contrário, ele não criará um elo de confiança com sua empresa. E, na hora que decidir contratar esse tipo de serviço, vai buscar quem ele acredita que realmente possa ajudá-lo.

No entanto, focar apenas em artigos não é uma boa estratégia. É preciso, vez ou outra, criar outros tipos de material. Você pode oferecer e-books, planilhas financeiras, guias tributários, webinars, aulas online. Enfim, variar é a receita para o sucesso.

Use o e-mail marketing

Agora vem uma pergunta: que meios usar para encaminhar este conteúdo? E a resposta é simples: o e-mail. Muitas pessoas acreditam que o e-mail marketing está ultrapassado. No entanto, com uma boa estratégia e, o melhor, uma boa estrutura de textos, ele pode ser excelente.

Ele é, inclusive, uma excelente forma de relacionar-se com seu lead de forma direta: na caixa de entrada dele. Para isso, invista em títulos que chamem a atenção e textos curtos e objetivos.  Além disso, vale a pena ter alguém especializado nesse tipo de escrita. Isso pode garantir que o máximo de pessoas acessem seus e-mails e cliquem em seus links.

Entendeu como fazer um bom inbound marketing para contabilidade?

Resumindo os principais passos para um inbound marketing para contabilidade de sucesso:

  1. Crie um relacionamento com o cliente;
  2. Tenha um bom funil de conversão;
  3. Invista em um blog;
  4. Crie materiais ricos, que resolvam de fato os problemas do seu cliente;
  5. Não abra mão do e-mail marketing.

Enfim, com uma estratégia bem-feita de inbound marketing para contabilidade, você vai conseguir mais clientes. Da mesma forma, se tornará uma referência no ramo da contabilidade. Gerará valor ao seu negócio, reduzindo seus custos. Conseguirá, certamente, diminuir o tempo do ciclo de vendas, conseguindo melhorar seu ticket médio.

Portanto, não deixe para depois, comece já a correr atrás dos resultados.

Se precisar de ajuda para montar uma boa estratégia, entre em contato com a gente!

Leia também

Compartilhe esse post ->

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Deixe seu comentário abaixo

Receba em seu email

as melhores dicas de Marketing Digital para crescer seu negócio