Marketing de conteúdo para ecommerce

Marketing de Conteúdo para Ecommerce: 5 dicas para você alavancar sua marca

O que você verá nesse artigo

O Marketing de Conteúdo é uma das melhores estratégias para gerar tráfego, criar reconhecimento de marca, fidelizar seu consumidor e ganhar uma margem competitiva.

E a maioria dos Ecommerces entendem a importância do conteúdo para trazer mais consumidores e vendas. Possuir uma loja online não irá por si só trazer os resultados esperados. Para maximizar o seu ROI, é necessário construir uma presença digital forte. E é essa efetividade que um bom conteúdo traz para os Ecommerces e outros negócios.

Uma estratégia eficiente te ajuda a atrair uma audiência qualificada – que tem interesse no que você oferece – aumenta o envolvimento desses visitantes e ainda melhora o seu alcance e reconhecimento de marca. Dessa forma, fica muito mais fácil gerar leads de qualidade, melhorar a taxa de conversão e conseguir melhorar até sua posição no Google.

Nesse artigo, vamos te apresentar algumas das melhores ideias para você criar os melhores conteúdos para sua loja virtual e gerar ainda mais leads.

 

1. Conteúdo de Email marketing

Um dos principais canais de conversão em vendas para Ecommerce são as campanhas de email marketing. Uma campanha feita corretamente, pode gerar um ROI de até 38 dólares para cada um investido, segundo uma artigo feito pela Campaign Monitor.

Canais ROI Ecommerce
Fonte: Campaign Monitor

As campanhas de email marketing para Ecommerce podem ser feitas com inúmeros propósitos. Algumas das maneiras são:

  • Dar boas vindas a novos consumidores
  • Confirmar prazos e entregas
  • Oferecer promoções
  • Reativar o consumidor que não compra há algum tempo.
  • Emails em datas comemorativas.
  • Lembrar que um item que estava sem estoque, está novamente disponível.

Pensando no email como uma estratégia de Marketing de Conteúdo, você pode usá-lo para informar sobre conteúdos relevantes e atrair consumidores para um produto ou serviço que você ofereça.

O “truque” é conseguir personalizar e segmentar os usuários de acordo com o que seja mais interessante para eles. Assim, o conteúdo que você envia será ainda mais importante para quem recebe.

Outra dica é trabalhar bem o Assunto do email e as primeiras linhas para que sejam atrativas e instiguem sua audiência abrir e ler o email.

 

2. Guest Post

Para lojas virtuais, pode ser um tanto quanto difícil conseguir bons links “inbounds”. Outros sites não são muito receptivos a linkar para a página do seu produto sem uma compensação.

Uma forma eficaz de contornar essa dificuldade é criar um conteúdo realmente incrível no formato de um blog post e enviar para sites que o assunto seja relevante. Essa é uma estratégia que, dando certo, traz 3 ótimos benefícios para sua marca:

  • Você promove sua marca, sem investir em anúncios, para um público que não é o seu público regular
  • Ajuda a incrementar o SEO do seu site
  • Aumenta o tráfego para o seu site, podendo aumentar as vendas.

O segredo para manter uma relação duradoura, e ter os artigos aprovados, é garantir que o seu conteúdo é feito para aquela audiência. Não faça um conteúdo meramente promocional. Para isso que existe a possibilidade de anunciar para quem está nos estágios finais da jornada de compra, como o Google Adwords.

Artigos mais longos, normalmente, consegue obter um retorno maior, pois são mais detalhados (ótimo para o SEO) e contém mais informações para o leitor

Para fazer com que esse público se conecte com o seu conteúdo, dê exemplos reais e práticos, use elementos visuais sempre que possível e evite de deixar o texto com uma leitura difícil.

 

3. User-Generated Content

User-Generated Content (UGC), em português significa Conteúdo Gerado pelo usuário. Mas, o que é Conteúdo Gerado pelo Usuário?

UGC é todo tipo de conteúdo que é produzido de forma espontânea por pessoas que consomem a sua marca e produtos dela. Por isso é uma peça importante – e muito utilizada – dentro da estratégia de Marketing de Conteúdo para Ecommerce.

 

Formatos mais comuns de UGC

  • Vídeos de uso
  • Fotos do produto
  • Depoimentos
  • Reviews

 

Vantagens de utilizar User-Generated Content

Quando um consumidor posta um conteúdo falando sobre sua loja, ele parece autêntico e convincente. O principal benefício é que, com isso, você melhora sua prova social, um fator importante no momento de decisão de compra do consumidor. Uma pesquisa da Business Wire mostra que 85% dos consumidores acham que conteúdos UGC tem uma maior influência na decisão de compra do que conteúdos criados pela marca (branded-created content).

Banner Google Ads

 

Como conseguir conteúdos gerados pelo usuário?

Para UGC, você pode encorajar seus consumidores a compartilharem a opinião deles e experiência com o seu produto nas redes sociais.

Uma segunda estratégia é utilizar uma hashtag específica no comentário e mencionar sua marca. Assim você consegue trabalhar outro conceito muito importante: o reconhecimento de marca. Ao fornecer algum tipo de reconhecimento ou incentivo para seus clientes, você pode motivá-los a criar conteúdo para o seu negócio de e-commerce.

 

4. Influenciadores

Influenciadores são aquelas pessoas que, geralmente, tem uma grande quantidade de seguidores e com  bons índices de engajamento. Eles podem ser uma celebridade, um jornalista, pessoa com muita autoridade na sua área, um esportista ou qualquer um que tenha a admiração de várias pessoas.

A ideia de trabalhar conteúdos com influenciadores é conseguir promover os produtos do seu Ecommerce para essas pessoas. Apenas a menção de um produto, ou um compartilhamento de um conteúdo seu já tem o potencial para aumentar o brand awareness, humanizar sua marca e ajudar a aumentar a credibilidade com os seus potenciais consumidores. Sim, bons influenciadores tem um poder muito grande de fazer o público deles consumirem determinados produtos – Daí o famigerado nome de influenciador.

 

Como escolher um influenciador?

Um influenciador tem o poder de transformar um conteúdo em algo que viralize por toda a internet e de aumentar exponencialmente as vendas da sua loja virtual. Mas isso só acontece quando o influenciador é realmente alguém que influencia pessoas que são parte do seu público-alvo. Veja algumas dicas para escolher um bom influenciador.

 

Peça um Mídia Kit

Um mídia kit é uma apresentação que você receberá diversos dados sobre a presença digital do influenciador na internet e de como é constituído o seu público. Assim você pode analisar como é o relacionamento dele com os fãs, como recebem os conteúdos postados, os canais que dão o melhor retorno e as condições para firmar uma parceria.

 

Avalie a relação entre o público dos dois lados

Para que a ação entregue o retorno esperado, os públicos devem estar bem alinhados. De nada adianta fazer uma ação com um influenciador voltado para a área de esportes, por exemplo, se o seu público é voltado para uma área empresarial. Alinhe também o conceito da ação, linguagem e oferta. Assim você maximiza o impacto da ação.

Para conhecer mais sobre trabalho de Marketing Digital com Influenciadores, veja esta apresentação que mostra como acelerar vendas com o marketing de influência

 

5. Capriche no Storytelling

Storytelling, ou arte de contar uma história, é uma das mais efetivas para você se conectar com quem está procurando seu produto ou serviço, além de gerar tráfego e compartilhamento nas redes sociais.

Storytelling é a arte de conseguir contar boas histórias de uma maneira que prenda a atenção e seja relevante para quem leia. Com ele, você pode construir todo o entorno da sua marca, se posicionar e ganhar a confiança do consumidor, transformando eles em defensores da marca.

Para aplicar o Storytelling, você pode se basear em fatores como:

  • Seu público-alvo
  • Valores e crenças da sua audiência
  • Os produtos e serviços que você oferece
  • Como os seus serviços pode ajudar a quem compra
  • Qual a mensagem que sua marca quer passar para o público em geral

Para potencializar, acrescente um conteúdo emocional nas suas histórias. Trabalhar com gatilhos mentais irá trabalhar com o desejo de compra (já existente). Encoraje aqueles consumidores que ficaram satisfeitos com a compra a compartilhar suas experiências nas redes sociais. Se una a causas e projetos que façam parte das crenças e da missão que a sua empresa.

Poder do Storytelling
Fonte: Echostories.com

Entendeu como usar o Marketing de Conteúdo a favor do seu Ecommerce?

Lojas virtuais precisam fazer uma força extra para garantir que os conteúdos que estão sendo criados conseguem gerar o interesse do seu público de se engajar e interagir, estabelecendo o senso de autoridade, aumentando as taxas de conversão e gerando tráfego para a sua loja de uma forma constante.

Mas lembre-se: não existe uma fórmula mágica, que pode ser aplicada para qualquer negócio. Cada nicho e empresa possui características específicas. Por isso, toda a estratégia deve absorver as especificidades para entregar um conteúdo que não fique dissoante da mensagem que a marca deseja transmitir.

Uma marca que é autêntica passa uma melhor impressão. Logo, fideliza mais consumidores, atrai novos interessados e aumenta o seu Retorno Sobre o Investimento (ROI) no marketing. E esse é o propósito de escrever este artigo com 4 dicas de marketing de conteúdo para Ecommerce. Te ajudar a melhorar sua estratégia e criar um grande senso de confiança e reciprocidade com sua audiência.

 

Leia também

Compartilhe esse post ->

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Deixe seu comentário abaixo

Receba em seu email

as melhores dicas de Marketing Digital para crescer seu negócio