Tráfego Pago x Tráfego Orgânico – Entendendo cada tipo

arrow_1.png
Trafego Pago x Trafego Organico

Se você tem uma empresa que busca presença na internet já deve ter ouvido falar de tráfego pago x tráfego orgânico. Muitas pessoas, inclusive, começam a investir em marketing digital sem ao menos entender direito do que se trata cada um desses termos.

No entanto, é extremamente necessário entendê-los. Principalmente se você está começando agora a criar sua presença na internet e não dispõe de recursos financeiros em abundância.

Dessa forma, sabendo a diferente entre ambos, você pode fazer escolhas melhores na hora de distribuir seu conteúdo.

O que é tráfego

Vamos começar pelo mais básico: o conceito de tráfego nesse mundo online. Nas ruas de uma cidade, o tráfego consiste na movimentação das pessoas de um lugar a outro.

Na internet, o conceito é parecido. O tráfego se refere à movimentação dos usuários nas páginas online.

Por isso, quando alguém diz a você que é preciso atrair mais tráfego para sua página, ela está falando da necessidade de trazer mais pessoas para visitá-la.

Sendo assim, o tráfego tem relação aos acessos / visitas na sua página.

Quanto mais pessoas acessarem, mais reconhecido seu negócio fica. Ter um bom tráfego em seu site também aumenta a quantidade de leads ou clientes.

É por isso que um dos grandes focos do marketing digital é gerar tráfego de qualidade para seu negócio. E por tráfego de qualidade nos referimos a atrair aquelas pessoas que têm interesse no seu produto/serviço e, portanto, estão mais propensas à compra.

Há duas principais formas de se conseguir aumentar o tráfego em sua página: de forma orgânica (tráfego orgânico) e de forma paga (tráfego pago).

Entender os dois te ajudará a investir melhor seus recursos para conseguir o melhor resultado com o menor valor.

Entendendo a diferença entre tráfego orgânico x tráfego pago

Vamos voltar, assim, à nossa analogia da cidade. Imagine que o seu site, dentro desta cidade, representa um ponto comercial, por exemplo.

Para fazer vendas, antes de mais nada, você precisa que as pessoas entrem na sua loja e conheçam seus produtos.

A entrada delas gera, dessa forma, mais tráfego para o seu negócio.

Você pode conseguir esse tráfego, a princípio, de duas principais formas.

O tráfego orgânico, a saber, é uma forma gratuita de trazer visitantes para sua página.

Ele não necessita de recursos financeiros, mas de outros métodos, como a criação de uma boa estratégia de SEO, por exemplo.

Já o tráfego pago, como o nome já diz, necessita de recursos financeiros para trazer visitas.

Logo mais vamos te explicar direitinho como cada um deles funciona. Dessa forma, você vai ser capaz de escolher o ideal para você.

O que é tráfego orgânico

O tráfego orgânico representa as pessoas que chegam à sua página de forma espontânea. Elas podem te encontrar de diversas formas.

Uma das principais formas é através de pesquisas no Google, por exemplo.

O tráfego orgânico não precisa que você invista nenhum valor em anúncios, ou comprando lista de e-mails.

Ele geralmente acontece quando sua página responde a uma dúvida dos usuários. 

Da mesma forma, as pessoas podem chegar até você por causa de conteúdos relevantes que você tenha produzido.

Esses conteúdos se destacam quando você trabalha uma boa palavra-chave nos seus textos.

Para aparecer espontaneamente nas primeiras posições do resultado dessas buscas, seu conteúdo precisa se encaixar em alguma das seguintes situações:

  • O link do seu post dá a impressão de ter informações mais úteis, ou seja, é mais relevante;
  • Você, como fonte, parece ser mais confiável e ter mais autoridade nesse assunto;
  • Seu domínio já é conhecido pelo usuário ou então foi recomendado a ele por outras pessoas;
  • Seu conteúdo está mais de acordo com a pesquisa feita pelo usuário.

O tráfego orgânico tem duas grandes vantagens.

A primeira, sem dúvida, é a necessidade de baixo investimento.

E a segunda é que seus resultados são mais duradouros, pois acontece um relacionamento com a audiência.

No entanto, há também seus poréns. O primeiro é que, apesar do baixo investimento necessário, ele não é zero.

Você vai precisar de especialistas para criar bons textos, além de projetar um bom site, e pagar pelo domínio.

Também precisará de designers para criar as imagens, por exemplo.

Além disso, o tráfego orgânico, apesar de ser mais fiel, digamos assim, tem um crescimento mais lento, sem dúvida.

Portanto, se você precisa de retorno rápido, ele pode não ser o ideal para você.

O que é tráfego pago

O nome tráfego pago já diz muito sobre a característica desse tipo de tráfego, ou seja: ele é aquele obtido através de anúncios, principalmente.

Para isso, você precisa criar anúncios, baseados em palavras-chave que tenham a ver com seu negócio. Você paga para que o seu conteúdo seja adicionado ou no topo ou no rodapé de uma página de pesquisa, para ser melhor visto.

Você pagará apenas quando as pessoas clicarem no seu anúncio – o que chamamos de CPC, ou custo por clique – ou pela quantidade de pessoas que visualizaram seu anúncio – CPM, ou custo por mil impressões.

Nessa situação, manter um tráfego constante na sua página exige que você tenha uma campanha de anúncios rodando constantemente.

Uma das grandes vantagens do tráfego pago é conseguir resultados mais rápidos.

Com o alcance do seu conteúdo ampliado, ele chega a mais pessoas rapidamente, e assim as taxas de visitações, leads e compras aumentam significativamente.

Outra vantagem é a flexibilidade. Você pode, por exemplo, segmentar seus anúncios para um público muito específico que você acha que tem mais chances de comprar de você.

É possível segmentar não apenas por região, mas também por idade, sexo e perfil de consumo.

Oe melhores lugares para veicular anúncios são:

Pago ou Orgânico – Qual escolher?

Como pudemos ver, cada forma de atrair tráfego pode te ajudar de um jeito diferente. E, portanto, você precisa entender exatamente que tipo de resultado está buscando para decidir em qual investir.

Se o que você busca, por exemplo, é criar autoridade e se tornar referência no seu nicho, investir no tráfego orgânico traz resultados mais consistentes.

Nesse caso, vale a pena investir na produção de conteúdos de alto valor. Dessa forma, as pessoas verão você como referência, acima de tudo.

Contudo, se você busca reconhecimento de marca e, da mesma forma, quer atrair o máximo de tráfego possível, é no tráfego pago que você vai investir.

Sendo assim, vale investir massivamente em segmentação, bem como adaptar seus anúncios para cada tipo de rede.

E aí, conseguiu entender direitinho o que são tráfego orgânico x tráfego pago?

Vamos dar aquela relembrada básica:

  • Tráfego orgânico é conseguido com baixo investimento. Ele é ideal para criar autoridade e se tornar referência em um nicho, mas é construído lentamente. Para conseguir um bom tráfego orgânico, invista em conteúdo de alto valor.
  • O tráfego pago exige investimento em anúncios. É o mais indicado se você busca reconhecimento de marca e muitas visitas em um curto período de tempo. A melhor forma de conseguir sucesso é segmentar bem seus anúncios e adaptar a linguagem deles para as diferentes redes.

Sabemos que gerir um negócio muitas vezes impede que você consiga investir tempo nestes detalhes. Portanto, se precisar de ajuda especializada, entre em contato conosco.

Banner Case de Sucesso Marketing Digital
Facebook
WhatsApp
Email
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat

Receba em seu email

as melhores dicas de Marketing Digital para crescer seu negócio