seo para ecommerce

SEO para ecommerce: o que fazer para vender mais

O que você verá nesse artigo

O SEO para ecommerce é um termo com o qual você já deve ter se deparado, se possuir um negócio virtual. E, de fato, a otimização do SEO faz parte das estratégias mais eficientes para atrair visitantes qualificados para seu negócio. 

No entanto, muitas vezes os termos utilizados são tão complexos que fica difícil entender o que você precisa fazer para vender mais. Se é este o seu problema, este artigo é para você.

Aqui vamos te explicar, de forma bastante simplificada, o que você precisa fazer para otimizar seu ecommerce. Da mesma forma, você vai aprender a atrair mais visitantes e transformá-los em clientes.

Mas, por que isso? A Neotrust, empresa que coleta dados de varejistas do país todo, divulgou um relatório de vendas do 1º trimestre de 2021. Este relatório indicou, principalmente, um grande crescimento das vendas online em relação ao mesmo período de 2020. 

Veja, então, o resumo de alguns dados dos resultados deste primeiro trimestre em relação a 2020:

  • Houve um aumento de vendas de 57,4%;
  • O faturamento cresceu 72%;
  • Aumento de 9,4% do valor do ticket médio.

Com estes dados é fácil verificar que a venda online está em franco crescimento. E, portanto, mais do que nunca, é hora de otimizar seu negócio. Por isso vamos lá, mãos à obra!

O que é SEO para ecommerce

SEO é a abreviação de Search Engine Optimization que, em tradução livre, significa Otimização para Mecanismos de Pesquisa. Simplificando, o SEO é uma das melhores formar de te tornar “encontrável” no Google. 

O Google é simplesmente a maior fonte de pesquisas da internet, sem dúvida. Quando você precisa aprender algo ou procurar um produto para comprar, a quem você recorre? Sim, ao Google. 

No entanto, o Google não oferece qualquer tipo de resultado aos seus usuários. O foco dele é levar o usuário, antes de mais nada, ao melhor resultado. O seu objetivo é que, ao fazer uma busca por um assunto, você encontre a melhor resposta, da forma mais rápida possível. 

Uma coisa que já sabemos é que a imensa maioria das pessoas, ao fazer uma busca, não passa da primeira página de resultados do Google. Mas, como fazer para aparecer nessa página? É aí que o SEO entra. 

O SEO nada mais é que um conjunto de ações que você faz frequentemente no site do seu e-commerce, a fim de subir posições neste rankeamento de páginas. Quanto melhor a otimização do seu SEO, mais perto dos primeiros resultados destas buscas você aparecerá – e mais possíveis clientes atrairá.

Vamos então a dicas muito úteis para você otimizar o SEO do seu ecommerce, ranquear bem e, assim, aparecer nos primeiros resultados de busca do Google.

SEO para ecommerce: o guia

Como já falamos, há um conjunto de práticas que ajudam sua página de vendas a subir posições no ranking de páginas com o mesmo assunto no Google. E, aqui, subir posições significa ser mais visto e, portanto, fazer mais vendas. 

Estas práticas te ajudarão não apenas a atrair mais visitantes para seu e-commerce, mas também a atrair os visitantes certos. E os visitantes certos são aqueles que se convertem em compradores efetivos – aquele passo essencial do seu funil de vendas. 

Um bom projeto de SEO, seja feito por você mesmo ou por uma agência de SEO, trará bons resultados. A partir de agora você vai aprender o que precisa fazer com o propósito de conseguir isso.

Encontre as palavras-chave certas

As palavras-chave são essenciais para o seu SEO para ecommerce. A palavra-chave nada mais é que o termo usado na pesquisa pelo usuário, e que resume aquilo que ele busca. 

Há dois tipos principais de palavras-chave. As mais genéricas, que são utilizadas por aquele consumidor que está apenas “dando uma olhadinha”, são chamadas de Head Tail, ou palavras de cauda curta. Alguns exemplos: camiseta, fones de ouvido, celular. 

Já as chamadas Long Tails (palavras de cauda longa) são as palavras-chave mais específicas que uma pessoa usa quando já sabe o que deseja. Alguns exemplos: camiseta de manga longa do Harry Potter, fones de ouvido bluetooth azuis, celular android galaxy j6 prime. 

As palavras head tails atraem mais visitas para o seu site, mas não se convertem em vendas tão bem, porque quem as usa está “só dando uma olhadinha”. Já as long tails costumam trazer menos tráfego, no entanto se convertem melhor em vendas, pois quem as usa na busca já sabe exatamente o que quer e está mais próximo da compra. 

Usar os dois tipos de palavras-chave vai te dar um resultado mais amplo e completo: gerar muito tráfego para seu e-commerce, mas também gerar muitas vendas.  Por isso, pesquisa quais são as ideais para o seu negócio e aplique-as.

Escolha bem os títulos e subtítulos das páginas

Uma boa estratégia de SEO para ecommerce já começa no título da página. Se a página do seu produto vende um celular, garanta que esta palavra esteja no título dela. Junto dessa palavra (celular), coloque modelo, fabricante, sistema operacional, e o que for essencial. 

Mas se atenha aos 63 caracteres, pois o Google não mostra mais que isso na busca.

Dentro das suas páginas, nos títulos e subtítulos do texto do seu produto, insira estas palavras-chave também. Use os subtítulos principalmente para destacar atributos do seu produto. Lembre-se que o seu foco deve ser não no que você quer mostrar, mas no que as pessoas procuram.

Orçamento de SEO

Capriche na meta descrição

Todo site tem um espaço intitulado meta descrição ou meta description. Esta é a descrição do que é possível encontrar no seu site. Essa descrição aparecerá nos resultados de busca do Google, logo abaixo do título da sua página. 

Escreva ali um pequeno anúncio atrativo. Insira a palavra-chave nesse texto. Pense em algo que instigue as pessoas a clicar no seu link e visitar sua página. E seja sucinto, pois o Google não mostra nada que ultrapasse os 160 caracteres. 

Otimize as suas imagens

Sim, as imagens também fazem parte de uma boa estratégia de otimização do SEO para ecommerce. E tudo começa antes de subir o arquivo para o seu site.

O primeiro ponto a se cuidar é o tamanho da imagem. Não adianta uma imagem excelente que leve muito tempo para carregar em conexões mais lentas. Procure diminuir ao máximo o peso dessa imagem. 

Antes de subi-la para seu site, renomeie-a. A palavra-chave pode entrar aqui também – é uma vantagem. Da mesma forma, é interessante que o nome dela expresse o que há na imagem. Exemplo: camiseta-branca-da-hermione.jpg

Ao subir sua imagem para o site, geralmente aparece nas configurações um atributo denominado “alt”. O atributo Alt nada mais é que o texto ALTernativo (sacou?) que aparecerá para o usuário no caso da sua imagem não ser carregada. Preencha com uma descrição curta do que contém nela. 

Crie URL’s que façam sentido

Na hora de criar as URL’s e categorias do seu site, organize-as para que façam sentido. Sua palavra-chave deve estar lá. Não há nada mais frustrante do que fazer uma busca por uma camiseta do Harry Potter e não a encontrar na categoria correta. 

Suas URL’s devem descrever o caminho utilizado para chegar até o produto e apenas isso. Nossa camiseta fictícia do Harry Potter poderia ser encontrada dessa forma, por exemplo:

www.meuecommerce.com.br/roupas/camisetas/camiseta-harry-potter-manga-longa

Invista na descrição dos seus produtos

A descrição dos seus produtos deve ter um texto claro e de fácil entendimento. Sua palavra-chave deve ser inserida aqui também, mas de forma natural. Se prejudicar seu texto, prefira não a usar então.

Um texto bem escrito e atrativo vai prender a atenção do seu cliente, e também mostrar ao Google sobre o que você está falando ali – e, acredite, ele entende.

Evite as descrições prontas do fabricante do seu produto. Provavelmente elas já terão sido utilizadas por vários outros ecommerces. Usá-las vai dificultar muito seu trabalho de se destacar na multidão. Crie um texto único e claro. 

Mantenha o visitante no seu site através da linkagem interna

Quanto mais tempo o visitante ficar em seu site, maiores as chances de ele efetuar uma compra. Uma maneira excelente de fazer isso é usar a linkagem interna.

A linkagem interna nada mais é que guiar o usuário de uma página a outra, dentro do seu próprio site. Digamos que seu visitante está olhando as camisetas do Harry Potter com estampa da Hermione. Porque não indicar, ao final da página, que há outras estampas, com um link que levará a pessoa até elas? Ou então lhe indicar que há também canecas do Harry Potter?

Dessa forma você pode conseguir que seu visitante leve uma camiseta da Hermione e do Dumbledore também. Ou pode mostrar a ele que você tem muito mais que isso para vender. 

Portanto, indique sempre outras páginas dentro do seu próprio site, para manter o visitante nele pelo maior tempo possível. 

Mostre as avaliações de outros clientes

Destaque as avaliações dos clientes na página do seu produto. Estas avaliações podem fazer uma pessoa decidir se efetua ou não a compra. 

Incentive as pessoas a fazerem avaliações com textos curtos, fotos e vídeos. 

Garanta um site leve e responsivo

Não há nada pior do que uma página que não carrega nunca. Por isso procure otimizar ao máximo o tamanho das imagens e use layouts leves. Leve sempre em consideração que a internet móvel no Brasil não tem uma boa qualidade, e muitas pessoas acessam lojas a partir de dispositivos móveis. 

Por isso, além de garantir um site leve, busque por um layout responsivo. Um layout responsivo é um layout que pode ser bem visualizado nos mais diversos tipos de dispositivos (tablets, desktops, smartphones) sem distorções.

O Google possui a ferramenta Page Speed Insights que permite que você teste a velocidade de carregamento do seu site. Além disso, ele lhe dará dicas para melhorar seu site neste sentido. 

SEO para ecommerce – Resumindo

O que você viu aqui são técnicas bem simples, mas que com certeza trarão um resultado muito bom no seu site, se aplicadas. É importante estar sempre revendo estas otimizações, pois manter um site otimizado é um exercício contínuo. 

Relembrando o que você precisa fazer para começar a receber muito tráfego qualificado em seu site:

  1. Encontre as suas palavras-chave.
  2. Escolha bem os títulos e subtítulos.
  3. Crie uma meta descrição clara e atrativa.
  4. Otimize suas imagens ao máximo.
  5. Crie URL’s que façam sentido.
  6. Capriche na descrição do seu produto.
  7. Use a linkagem interna para manter o visitante no seu site.
  8. Dê destaque às avaliações dos clientes.
  9. Garanta que seu site seja leve a responsivo.

Ficou com alguma dúvida? Deixe nos comentários, pois ela pode ser assunto para um próximo post!

Leia também

Compartilhe esse post ->

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Deixe seu comentário abaixo

Receba em seu email

as melhores dicas de Marketing Digital para crescer seu negócio