Ranquear site no google

Como otimizar blog para aparecer no Google

O que você verá nesse artigo

Os mecanismos de pesquisa do Google e o Marketing de Conteúdo são estratégias que andam de mãos dadas. Você NÃO pode fazer SEO sem conteúdo. Não tem conteúdo? Você também não irá ranquear. Utilizar o um blog é o pilar do marketing de conteúdo. É por isso que é tão importante saber otimizar blog para aparecer no Google através do SEO (Otimização dos Mecanismos de Pesquisa, em português).

 

A otimização dos conteúdos de um blog é dividida em duas partes principais:

 

  • Escrever um novo artigo para blog, pesquisando palavras-chave interessantes para o seu negócio e usando frases estrategicamente
  • Otimizar blog posts existentes para ranquearem melhor, encontrando oportunidades a partir de dados do Google Analytics e do que chamamos de linkagem interna.

O primeiro passo é muito comum para quem está iniciando a estratégia de marketing de conteúdo com um blog. Já no segundo, é – ou deveria ser – utilizada por quem já está há algum tempo nesse meio

 

Otimizando um novo blog post para o Google

 

Como montamos uma estratégia de marketing de conteúdo varia. Alguns especialistas gostam de iniciar pela pesquisa de palavras-chave para então decidir o que deve ser escrito. Outros costumam levantar ideias ou uma faísca de inspiração para, a partir disso, costurar a ideia com a estratégia e seus objetivos.

 

Vamos imaginar que você tenha um Espaço de Pilates, que ofereça as aulas e outros exercícios funcionais e queria fazer marketing de conteúdo para melhorar o seu posicionamento na cidade em que atua. Você já tem um site e, recentemente, também procurou um profissional para otimizar para conversões.

 

Então você tem tudo que precisa para começar a produzir conteúdo, mas quer fazê-lo adaptado para o SEO. Então, em uma conversa com a Viver de Mar Comunicação Digital, você lembra que seus clientes, em geral, perguntam muito sobre a capacidade do Pilates ajudar a emagrecer, e que você é especialista na área. Então temos uma ideia de assunto pelo qual podemos começar a escrever.

 

Muitos de nossos clientes querem atividades físicas diferentes da musculação e da corrida, e a sua empresa atua com Pilates, mas nunca compartilhou dicas sobre esse problema. Então, esse é um assunto com ótimo potencial para ser explorado em um blog post!

 

Mas antes de pularmos de cabeça na escrita, nós precisamos dar mais alguns passos para otimizar o blog post para o SEO. Abaixo estão três passos que você deve acompanhar antes de transformar seu conhecimento em texto.

 

Pesquisa: Como escolher palavras-chaves para ranquear no Google

 

Em um primeiro momento, existem duas perguntas que devem ser respondidas ao procurar uma palavra-chave para o seu blog post:

 

  • Existem pessoas procurando sobre esse assunto?
  • Nós temos chance de ranquear bem para essa palavra?

 

Qualquer frase ou tema precisa se enquadrar às duas perguntas feitas acima. Ranquear para um termo que ninguém procura é inútil. E mirar uma palavra-chave que não temos condição de conseguir um bom posicionamento também não faz sentido.

 

SEO para blogs é um tanto diferente do que é feito em páginas de serviços. Otimizamos nossos blog posts para ranquear em assuntos informativos, considerado um dos 3 tipos de pesquisa de palavras-chaves. Nesse tipo de conteúdo, as pessoas buscam informações sobre seus assuntos ou problemas, não necessariamente a compra de algo.

 

Nós não vamos atrair visitantes para nosso site que não tenham potencial para se tornar um lead. Mas não se preocupe, no momento em que temos sucesso, geramos uma visibilidade de marca incrível. Isso sem levar em consideração todos os benefícios do SEO, mas esse é um assunto para o final do post.

 

Alguém procura pela sua palavra-chave?

 

descobrir o que as pessoas andam procurando na internet é fácil. Basta digitar o termo no Planejador de palavras-chaves do Google ou no Moz Keyword Explorer. Se a pesquisa trouxer resultados em qualquer dessas plataformas, então existe demanda. Essas ferramentas também nos ajudam a estimar o volume de tráfego da palavra-chave escolhida.

 

Apesar desses sites serem ótimos para você poder se planejar, não coloque muita fé nesses números. Eles são apenas estimativas de tráfego e não correspondem aos números reais de acessos que teremos se ranquearmos para a palavra escolhida.

 

O ponto principal aqui é confirmar que existe procura e avaliar a popularidade do termo em comparação com outros similares.

 

Existe uma chance de ranquear a palavra-chave escolhida?

 

A segunda parte de uma pesquisa de palavra-chave para montar sua estratégia de marketing de conteúdo é mais importante e ainda mais difícil. Nesse ponto, nós precisamos estimar nossa chance de ranquear. Para isso, precisamos entender como funcionam os links e a autoridade de um site.

 

Sempre que um site linka para algum conteúdo ou página nossa, o Google entende que aquilo é um voto de confiança, que o seu conteúdo é relevante para quem procura por ele. E essa “credibilidade” é um dos fatores que fazem nossa páginas alcançarem boas posições na busca orgânica.

 

O Google isso através de um número conhecido como PageRank, um algoritmo ultra secreto, guardado às quatro chaves. Então, algumas empresas criaram suas métricas próprias para entender a força de cada página ou site.

 

  • A Ahrefs desenvolveu o Domain Rating
  • A SEMrush desenvolveu o Domain Score
  • A Moz, o Domain Authority

 

Essas métricas são pontuações que vão de 1 a 100 e indicam a credibilidade do seu site e quão favoráveis são as páginas do seu site para ranquear. São praticamente as mesmas métricas que, de início, chamaremos de Domain Authority(DA), ou Autoridade do Domínio.

 

O “pulo do gato” está nesse ponto:  Nós temos uma chance de ranquear para uma palavra-chave somente se a Autoridade do Domínio estiver na mesma faixa de outras páginas que aparecem bem posicionadas para esse termo.

 

Se os sites que ranqueiam nas primeiras posições tiverem um DA muito maior, esqueça. Nós precisaremos mudar a estratégia e buscar uma palavra-chave menos competitiva ou escrever sobre um assunto mais específico.

 

Como descobrir a Autoridade do seu domínio?

 

Então quer dizer que nós podemos competir com os grandes da internet? Para afirmar isso, primeiro nós precisamos descobrir a Autoridade do nosso Domínio. Você pode descobrir usando o Open Site Explorer. Ela uma uma ferramenta paga, mas você pode utilizar algumas vezes por dia sem custo algum.

 

Ela mostra para você o Domain Authority e o número de links que são direcionados para o seu site. Também indica a autoridade do domínio de cada site que linka para o seu. Esses são os sites que estão falando para o Google: “Hey, esse cara é bom, dê valor pra ele!”.

 

Como descobrir a autoridade dos sites melhores ranqueados – Passo 1

 

Pesquise por uma palavra-chave e você verá os melhores posts para ele. Para descobrir sua autoridade, porém, você precisará da versão paga da ferramenta Moz, usando o Open Site Explorer.

 

Mas, como tudo na vida, sempre existe uma outra alternativa! A Moz criou uma extensão para o Google Chrome chamada MozBar, que você instala diretamente no seu navegador e cria uma conta de acesso. Após esse simples passo, ele te permite checar todos os domínios que você acessar.

Como aparecer no Google - MozBar
Como aparecer no Google – MozBar

 

O seu DA está na mesma proporção dos outros sites? Se você decidir pagar pelo Moz, terá a disposição a ferramenta “Keyword Explorer”, que permite medir a concorrência. Se a sua autoridade for mais ou menos a mesma ou maior, então você realmente tem uma chance de ranquear nas primeiras posições.

mozbar-Dificuldade-de-ranquear
mozbar-Dificuldade-de-ranquear

 

Sim, eu sei que existem vários outros fatores de ranqueamento, Porém, a autoridade é um deles, além de ser uma maneira rápida para entender se os termos que você planejou são possíveis ou não de se ranquear.

 

Outras dicas para pesquisa de palavras-chaves:

 

  • Mire palavras-chaves que não tem muito ruído visual na página do resultado de pesquisas. Anúncios, imagens, produtos, caixas-respostas, listas locais e outras características da SERP que distraem as pessoas de clicarem no nosso site se ranquearmos.
  • Escreva sobre assuntos relacionados aos artigos que você já publicou. É mais fácil ranquear se você já tiver uma rede de conteúdo interligada do que conteúdos “soltos”.
  • Se não possui autoridade suficiente para ranquear um termo, mas for importante para você, tente encaixá-lo em um site com autoridade suficiente. Guest Posting é uma estratégia eficaz tanto para ranquear, quanto para atrair uma nova audiência.

 

Relevância: Use as palavras-chave no texto – Passo 2

 

Nosso segundo passo é criar uma ótima página. O Google é, basicamente, um grande top 10 para qualquer assunto que você possa imaginar. Então, a menos que você crie um conteúdo digno de estar no nos 10 primeiros lugares da internet, não espere ranquear.

 

Sabidamente, o Google possui milhares de PHD’s em matemática no seu quadro de funcionários. E seu principal objetivo é entregar um resultado com a maior relevância possível para quem faz uma busca. Então, podemos pensar sobre SEO de duas maneiras:

 

Se você produzir um blog post excelente, terá ao seu lado dois mil PHD’s em matemática ajudando você a ranquear.

 

Mas se fizer um conteúdo ruim, desleixado, esses dois mil matemáticos vão impedir você de estar entre os melhores.

 

Pesquisa de palavras-chave não é sobre tentar enganar o robô do Google para que ache que somos os melhores. É sobre ser o melhor e mostrar isso ao robô; relevância para quem procurar sobre o que queremos escrever. Nosso trabalho é criar o melhor artigo da internet e, simplesmente, indicar sua relevância para nossa keyword.

 

E, para isso, é necessário um nível de envolvimento com o post. Adicionar exemplos, imagens, citações e estatísticas. Quando você terminar, achará que já fez as “coisas que o Google gosta” como manter um texto mais longo (+1500 palavras) e manter a densidade de palavras-chaves e suas variações.

 

Existem motivos específicos pelos quais conteúdos de qualidade ranqueiam melhor no Google!

 

Indicando a relevância do conteúdo pela densidade de palavra-chave

 

Uma vez que terminamos de escrever nosso artigo super incrível e útil, precisamos revisar e garantir que nós utilizamos as keywords(palavras-chaves) de maneiras que mostrem quão relevante são. Aperte as teclas “Control(ou command) + F”.

otimização de blog
otimização de blog – fonte: orbitmedia.com

 

Orçamento de SEO

Use essa ferramenta para pesquisar tanto no Word como no Google Docs, WordPress ou onde quer que você tenha escrito o seu artigo. Você utilizou a keyword no seu título, subtítulo e corpo do texto?

 

Lembre-se que, usar as palavras-chaves com links dentro do artigo não contam. Links indicam a relevância de páginas para quais elas direcionam, não das que estão. Pode parecer bobo, mas acontece com muita gente, principalmente quando vamos fazer linkagem interna dos posts produzidos

 

Não existe uma regra específica, mas um bom guia de uso de frequência de palavras-chave indica:

 

  • Use-a uma vez no título
  • Cite-a de 2 a 4 vezes a cada 500 palavras de texto
  • Use uma vez na meta description
  • Use a keyword uma vez no title tag – título que aparece no Google quando sua página ranquear

 

Os outros lugares onde você vai indicar para a relevância não aparecem ao pesquisar pelo “Control +F”. Estão no código da sua página.

 

Uma saída é utilizar um plugin de SEO, como o Yoast para facilitar esse processo. Basta indicar sua “focus Keyword” que o plugin faz algumas recomendações de boas práticas. Ele também traz um preview de como sua search snippet – pequena amostra do seu conteúdo – pode aparecer se conseguir colocar seu artigo nas primeiras posições do Google. Guarde essa dica, pois é uma ótima maneira de você gerenciar títulos e meta description dos seus artigos!

otimizar blog para aparecer no Google

 

Se quiser um guia completo para usar as frases-chave – e entender um pouquinho de inglês, dê uma olhada nesse guia com as melhores práticas de SEO.

 

Dica do dia: Depois que o post estiver ativo, linke com outros mais antigos do seu site. Use a palavras-chaves alvo no texto escrito para esses links. Essa é uma forma de linkagem interna e outra maneira de melhorar o SEO do seu blog.

 

SEO Semântico: indo além da palavra-chave

 

Agora que já usamos as keywords de todas as formas mais básicas, é hora de dar um passo a mais e indicar a relevância mais amplamente.

 

Para isso, primeiro é preciso entender que o Google não é sobre juntar palavras e letras como antigamente. Hoje, ele busca a todo instante entregar aos visitantes conteúdo que cubram os assuntos pesquisados.

 

Adaptar nosso conteúdo nesse nível é o que chamamos de SEO Semântico.

 

A ideia é encontrar assuntos pesquisados que estejam relacionados a sua palavra-chave e trabalhar esses subtópicos em nosso artigo. Como você encontra esses assuntos? É mais fácil do que você imagina. Eles estão por toda parte. Uma maneira simples? só rolar a pesquisa de palavra-chave que você fez até o final dos resultados – Pesquisas relacionadas.

 

Pesquisas Relacionadas SEO

 

Você também pode encontrar algumas perto do topo dos resultados de pesquisa – perguntas relacionadas.

 

Ou ainda ver outras antes mesmo de terminar de digitar sua palavra-chave na caixa de pesquisa do Google – Google Suggest.

 

Pode até parecer como uma dica super legal de SEO, mas é muito mais uma estratégia de pesquisa de conteúdo para redatores. Essas são pequenas ideias para incluir no seu blog post. Então deixe isso se transformar em um gatilho para conteúdos cada vez mais profundos e de melhor qualidade. Sim, o SEO pode transformar você num melhor redator.

 

Exemplo: enquanto pesquisando temas relacionados e subtópicos para esse artigo, nos deparamos com o termo “Plugin de SEO”. Então, incluímos um trecho sobre usar o Yoast para gerenciar títulos e meta descriptions. Essa tática ajudar a tornar o blog post mais útil ainda para quem lê.

 

Formate o blog post. Conteúdo é para ser lido, não fechado – Passo 3

 

Qualidade em um artigo é sobre ser detalhista e compreensivo. É sobre responder todas as dúvidas relacionadas e dar exemplos. Como dissemos acima, é sobre fazer o melhor post sobre o assunto que estamos escrevendo.

 

Porém, ainda existe um outro fator de qualidade importante: O seu conteúdo é fácil de ser consumido?

 

Para facilitar a vida de quem acessa o seu site e tornar mais fácil sua permanência, nós precisamos fazer com que o blog post seja convidativo. Isso significa trabalhar sua formatação e parte visual. Veja como ele afeta o seu SEO:

 

A página consegue – após muito trabalho – ranquear bem no Google, o seu visitante, então, resolve clicar e cai numa página com um conteúdo visual denso, cheios de blocos de texto em tamanho pequeno, sem nenhum auxílio visual, subtítulos e imagens para quebrar o texto…

 

…Dois segundos depois ele clica na setinha para voltar a página de pesquisa.

 

Esse mesmo visitante clica no site abaixo do seu e se depara com uma página fácil de ler, com o que chamamos de conteúdo escaneável, com subtítulos indicando o que vem nos textos e um ótimo trabalho visual…

 

…Cinco minutos depois ele volta à pesquisa inicial.

otimizar blog para aparecer no Google

 

Essa é a diferença entre um “click longo” de um “click curto”. Se o visitante do seu site navega nele por um período de tempo considerável, você está mandando um sinal positivo para o Google. E a chave para manter o visitante é fazer a página ser escaneável. Por isso, não bombardeie seu leitor com blocos gigantes de texto.

 

Veja um breve checklist com 11 dicas rápidas para deixar seu conteúdo mais atrativo:

 

  1. Use parágrafos curtos
  2. Evite escrever mais de 3 linhas em um mesmo parágrafo
  3. Não prolongue um assunto, “enchendo linguiça”. Isso torna a leitura cansativa.
  4. Faça ser curto, direto e use verbos de ação. Remova do seu texto, linguagem “mole”, do tipo “me parece que”, “na minha opinião”, e “talvez”
  5. Subtítulos são importantes para dar uma ideia do que está escrito abaixo e para quebrar os blocos de texto
  6. Negritos e itálicos auxiliam que lê a entender as partes mais relevantes do blog post
  7. Use tópicos e listas
  8. Se todo o seu artigo é baseado em uma lista, inclua um número no título. Algo como 7 dicas para o seu blog aparecer no Google
  9. Cite experts no assunto.
  10. Acrescente rostos e nomes no seu artigo. Isso o torna mais humano e o aproxima da sua audiência.
  11. Utilize várias imagens para ilustrar o que está escrito e quebrar o texto
  12. Não utilize apenas a imagem em destaque (featured image). Tente, se possível, colocar uma imagem a cada bloco de rolagem.

 

Nós não estamos escrevendo um texto apenas para o SEO. Tentamos sempre entregar o máximo de valor possível. Isso significa aceitar que os visitantes do site irão escanear nosso conteúdo, rolar para baixo para entender se aquilo pode ser útil para ele. Entender como funciona e entregar exatamente o que ele espera aumenta suas chances dele realmente ler seu conteúdo.

 

Bônus! Otimize seus blog posts antigos para ranquear melhor

 

Publicar os posts é só o começo. O trabalho não para por aí. Se voltarmos aos blogs posts antigos e otimizá-los, podemos atrair ainda mais tráfego em menos tempo do que levaríamos se fossemos escrever tudo desde o início.

 

Blog posts publicados meses ou até mesmo anos atrás podem já estar ranqueando bem… mas na segunda página. Essa, na verdade, é uma boa oportunidade, já que a página 2 é quase a primeira página. É provável que alguns pequenos ajustes, se torne possível ganhar posições importantes e gerar uma quantidade maior de acessos.

 

Quer descobrir quais posts e páginas do seu site estão quase na primeira página? Use o seu Google Analytics e siga esses passos:

 

  1. Acesse sua conta no Analytics e escolha a data para pelo menos um ano
  2. Agora vá em View Traffic Sources > Search Engine Optimization > Queries.
  3. Filtre por Average Position – Posição média.
  4. Escolha um filtro avançado para que você veja apenas resultados que tem um rank fora da primeira página (maior que 10).

 

Essa pesquisa vai te trazer uma lista de termos pelos quais seu site aparece no Google, mas não na primeira página. Filtre aquelas que contém o nome da sua empresa, e comece a rolar para procurar por termos relacionados aos blog posts mais novos.

 

Após, pesquise por esses termos no Google e encontre blog posts relacionados e confirme que existe uma procura por eles. Você pode achar que o ranking de frases neste relatório varia de muito a partir de seus próprios resultados de pesquisa. Mas não importa. Nós estamos apenas procurando pistas de quais blog posts otimizar para conseguir aparecer na primeira página do Google.

 

Uma vez que já temos uma lista de posts que estão a beira de um ótimo SEO, nós podemos otimizá-los melhor. E se você leu até aqui, você deve ter tido dezenas de ideias. Vamos recapitular:

 

  1. Pegue o termo sugerido pelo Analytics e use-o no título, no cabeçalho do texto (primeiro parágrafo) e durante outros blog posts em links apontando para a página.
  2. Pesquise o termo no Google e dê uma olhada nos resultados. Você enxerga alguma pista de outras palavras-chaves semanticamente conectadas ao seu artigo? Acrescente esses tópicos ao seu blog post.
  3. Melhore a escaneabilidade dos seus artigos adicionando imagens e uma boa formatação.
  4. Faça um artigo cada vez melhor. Suba suas expectativas! Use o seu bom senso.

 

Não estique demais a corda. Se parecer que você está amontoando palavras-chaves, pare. A experiência do usuário ainda é o principal fator. Se estiver fazendo apenas para impressionar o Google, você não alcançará o topo dos resultados de pesquisa

 

Nosso objetivo é fazer algo grandioso e indicar aos mecanismos de pesquisa a relevância do termo um pouco mais. O blog post já estava ranqueando. Então, normalmente, algumas poucas mudanças são suficientes para fazê-lo ganhar algumas posições e sair da segunda para a primeira página do Google. Isso pode facilmente triplicar o volume de tráfego do seu site apenas com um artigo.

 

Otimizar blog para aparecer no Google é devagar. SEO leva tempo…

 

Isso é muito trabalhoso, eu sei. Mas te levará a melhores resultados do que se você criasse uma dezena de posts de qualidade duvidosa. E, ter esse tipo de cuidado com seu artigo, traz dois benefícios extras por esse “trabalho a mais”. Blog posts impactam os mecanismos de pesquisa de duas maneiras:

 

  • Primeiro, nosso blog post pode ranquear e atrair visitantes, impactando diretamente no tráfego. Chamamos isso de relevância.
  • Depois, quando outros sites linkam para um blog post, isso aumenta a credibilidade do site como um todo, melhorando a probabilidade de que cada página desse domínio seja classificada. Isso é chamado de autoridade.

 

Fazer algo realmente ótimo e que seja extremamente útil, é difícil. Mas é o que seus leitores, quem acessa a internet, realmente querem. Por isso, vale a pena investir em um bom marketing de conteúdo.

Traduzido e adaptado de: https://www.orbitmedia.com/blog/blog-optimization

Leia também

Compartilhe esse post ->

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Deixe seu comentário abaixo

Receba em seu email

as melhores dicas de Marketing Digital para crescer seu negócio